Capas_artigos_Linkedin_(12)

Como melhorar a oratória em apresentações?

Picture of Fala Company

Fala Company

11 de julho de 2023

COMPARTILHE

Por que precisamos melhorar nossa oratória mesmo em atividades do dia a dia?

Talvez você conheça um executivo que faz reuniões com a equipe, falando no mesmo tom e você percebe que a equipe está desmotivada. Ou a executiva que faz apresentações e fica o tempo todo no mesmo lugar sem movimentação e com a voz baixa.

60 segundos

Para começar, é essencial lembrar que você tem cerca de 60 segundos para apresentar seu tópico e chamar a atenção do público. Faça valer a pena esses 60 preciosos segundos.

Vamos trabalhar as dicas para melhorar a oratória?

Defina os resultados desejados

Quando sabemos o objetivo da apresentação, fica mais fácil preparar a mensagem e o discurso. Responda essas perguntas: como sua entrevista ou apresentação irá beneficiá-los? O que eles podem ganhar ouvindo você falar? Lembre de incluir números na sua apresentação que marcam e atraem a atenção.

Mude o tom de voz

Você já assistiu um palestrante que falava com o mesmo tom de voz e pensou: “que chato, que monótono…” Pois bem: o uso de um tom único na fala impacta negativamente a mensagem, podendo até provocar sono.

Por isso, ao discursar busque variar o tom da sua voz. Isso tornará sua explanação muito mais interessante e vai atrair quem estiver ouvindo.

A voz é um elemento potente da sua comunicação. Você treina a respiração do diafragma antes de falar? Na voz, você precisa trabalhar com elementos como pitch e tom. Qual é a amplitude de sua voz? Consegue adaptar seu tom quando recorre à audiência?

Como exemplo, a importância do pitch e tom para gerar reflexão. Qual seria o tom de voz para fazer pensar o seu público? É necessário abaixar o tom de voz, “encher” a voz e falar pausadamente.

Reduza a velocidade da fala

Quando você fala mais devagar, sua voz tem mais poder e autoridade. Seus ouvintes têm a oportunidade de absorver e refletir sobre o que você está dizendo.

Uma voz que exala confiança dará maior importância às suas palavras.

Grandes oradores falam devagar, enunciam claramente, evitam palavras de preenchimento e se expressam com confiança.

Prepare uma pergunta retórica instigante

Faça uma pergunta para que seu público possa refletir sobre o assunto. Essa é uma maneira potente de iniciar uma apresentação. Ou contar uma história cativante ou ainda compartilhar uma estatística: são elementos que podem intrigá-los o suficiente para continuar ouvindo.

Treine, treine e treine oratória

Uma boa apresentação é resultado da sua consciência do que faz e do que deseja entregar e de muito treino.

Algumas dicas para treinar apresentações são o uso de aplicativos como Public Speaking, disponível para dispositivos iOS e Android, cria uma espécie de realidade virtual para o treinamento do usuário, “Prompster” para iOS e Android – você pode escrever os pontos importantes de sua fala, com destaques de texto, e fazer com que ele “role”, como um teleprompter e “Voice Tools: Pitch, Tone, & Volume” (Google Play) para você acompanhar o tom e o pitch da voz.

Uma série interessante para você acompanhar foi a série do Fantástico “Olha quem Fala” (2017) apresentada por Max Gehringer com 3 pessoas que ficavam nervosas ao falar em público.

Se você ainda está analisando se vale a pena desenvolver sua oratória, pense na sua estratégia de carreira e no crescimento da empresa onde trabalha.

Tanto em português como em inglês ou outro idioma, com uma boa oratória você pode alçar novos voos e melhorar, inclusive, sua autoestima.

E agora? Como se preparar para a próxima oportunidade para trabalhar sua oratória?

Liderança feminina: a importância das mulheres em cargos de liderança

Team building: conceitos e como aplicar na sua empresa

Ações para sua empresa realizar no outubro rosa e novembro azul

Como utilizar o LinkedIn para impulsionar suas Vendas?

Transforme inteligência emocional em inteligência relacional

Como criar uma cultura de elogio e gratidão na sua empresa?